Arquivo fevereiro 2011

PostgreSQL – Vaccum

Nas operações de exclusão e edição de informações em uma base de dados, áreas excluídas não são totalmente ecluídas da base, ocupando assim espaço em disco, e tornando asa consultas mais lentas. Para efetuar esta manutenção na base de dados, deve ser utilizado comando VACUUM no prompt do PostgreSQL, abaixo temos alguns exemplos práticos e algumas de suas opções:

host=# VACUUM VERBOSE ANALYZE clientes;
A linha de comandos acima, efetua VACUUM da tabela clientes. A opção VERBOSE, exibe todas as informações detalhadas da limpeza em seguida a opção ANALYZE atualiza toda as mudanças recentes. è recomendável utilizar o VACUUM sempre uma vez por dia. Em determinados casos, pode ser necessário efetuar VACUUM de uma base de dados inteira, neste caso deve ser executada a linha de comandos da seguinte forma, utilizando  aopção FULL:

host=# VACUUM FULL VERBOSE;

Os procedimentos acima descritos, necessitam que o banco de dados não esteja recebendo inserções, por consumirem muitos recurosos so sitema, é recomendável sua execuçção fora do horário de produção.

MySQL – Senha root

Neste artigo veremos como cadastrar ou alterar facilmente a senha de root no MySQL em apenas algumas linhas de comando, abaixo temos um exemplo para cadastramento da senha de root em um sistema recém instalado:

mysqladmin -u root password

Com o procedimento acima, foi realizado o cadastramento da senha de root, abaixo veremos como alterar a mesma em caso de perda, iniciaremos parando o serviço:

xwing:~# /etc/init.d/mysql stop

Stopping MySQL database server: mysqld.

Em seguida, o MySQL deve ser iniciado em safe mode:

xwing:~# mysqld_safe  --skip-grant-tables &

Será necessário agora acessar o prompt de comandos do MySQL:

xwing:~# mysql

Já no prompt do MySQL, utilizaremos o banco de dados padrão do sistema:

mysql> USE mysql;

Em seguida, efetuaremos uma operação de update na tabela user para alteração da senha do root:

mysql> UPDATE user SET Password = Password('senha') WHERE User='root' and host='localhost';

Na linha seguinte, são efetivadas as alterações:

mysql> FLUSH PRIVILEGES;

Após efetuados os passos, é necessário sair do MySQL e reiniciar o serviço.

Lista de dispositivos

Como característica da tecnologia USB, todos os dispositivos possuem um id como a linha seguinte gerada pelo comando lsusb:
Bus 005 Device 001: ID 1d6b:0002 Linux Foundation 2.0 root hub

Em determinados casos, a lista destes id’s pode estar desatualizada. Porém podemos realizar a atualização da lista de id’s com o comando update-usbids. Este comando faz parte dopacote usb-utils, e requer que estejam instalados os pacotes wget e lynx para seu correto funcionamento, abaixo é exibido um exempllo de sua utilização:

host:/tmp# update-usbids
--2009-09-01 11:28:34-- http://linux-usb.sourceforge.net/usb.ids
Resolvendo linux-usb.sourceforge.net... 216.34.181.96
A conectar linux-usb.sourceforge.net|216.34.181.96|:80... conectado!
HTTP requisição enviada, aguardando resposta... 200 OK
Tamanho: 368686 (360K) [text/plain]
A gravar em: '/var/lib/usbutils/usb.ids.new'
100%[======================================>] 368.686      132K/s   em 2,7s 
2009-09-01 11:28:38 (132 KB/s) - '/var/lib/usbutils/usb.ids.new' gravado [368686/368686]
Done.

Após este processo, a lista d id’s de devices USB é automaticamente atualizada, um exemplo de utilizaçao do comando update-usbids, é no caso do não reconhecimento de algum dispositivo, como por exemplo um pen-drive, que inserido em sua respectiva porta não é reconhecido pelo sistema.